Tag Archives: Crise

Crise de identidade

2 mar

crise-identidade

O povo brasileiro merece ser objeto de pesquisas científicas.  É incrível como consegue viver em situações extremamente radicais e ainda achar tempo para comemorar. Deparamo-nos com uma crise político-econômica sem precedentes. A cada dia, o Brasil dá passos para trás. Acreditar em qual político, se quase todos estão com nomes em listas comprometedoras?!

O Brasil é uma das dez potências mundiais; reconhecidamente é uma força dentre os países economicamente produtivos. O setor turístico é inigualável e atrai milhões de pessoas, porém não aproveita o marketing adequado. A grandeza territorial é um dos fatores para proporcionar uma variedade cultural e belezas naturais incomparáveis. Porém…

            O Poder Público é ineficiente demais e, por isso, não consegue administrar um povo carente pelos bens necessários e indiscutíveis, como educação, saúde, moradia, transporte, lazer… Vivemos uma história recente que nos reafirma diariamente a fragilidade de um regime democrático incompetente e cheio de falhas. O poder jamais emanou do povo. Aliás, parece que os brasileiros ou gostam de ser ludibriados ou de tanto sofrerem enganações já estão calejados e não se preocupam mais com o que pode acontecer.

            Em 2013, quando explodiram as manifestações populares por conta dos famigerados 20 centavos, acreditou-se que a luta era por direitos básicos para a população. Tudo balela! Em meio aos transtornos administrativos causados pelo Governo Dilma Rousseff, buscou-se uma maneira de criar situações para protestar e bater panelas. A presidente caiu e outro assumiu seu posto.

       Vemos dia após dia as mazelas administrativas e a falta de atenção ao povo, principalmente aos mais carentes. E é surreal perceber o quão inócua a população se apresenta frente aos ditames apregoados pela nova gestão federal. Como aceitar um governo que atesta todos os dias, claramente, que ascendeu ao poder apenas para se safar de constantes e graves denúncias de corrupção e lavagem de dinheiro?! Todavia, agora, ninguém mais protesta; parece que está tudo muito bem.

            O brasileiro vive uma crise de identidade sem precedentes. Preparou-se para curtir e desfrutar do Carnaval, pouco se importando com os rumos que o futuro poderá tomar. Triste realidade de um país que vive maculado pela inércia, tornando-se, assim, uma piada de mau gosto. O que importa é a Portela campeã e nada mais.

Santa Casa de Cruzeiro na UTI?

29 mar

          Em todas as eleições, parece-me que todo o falatório é o mesmo. Educação, saúde, segurança, melhores salários, infraestrutura, moradia etc, etc, etc. Os eleitores, claro que nem todos, muitas vezes não conseguem discernir entre o candidato mentiroso, falastrão e o que realmente quer fazer algo.

            Cruzeiro passa por uma das maiores crises da sua história. Nunca antes sofreu tanto com as condições de saúde oferecidas pelo Poder Público. Algo de muito terrível acontece com a nossa Santa Casa.

            Seu primeiro registro completa quase 100 anos de idade. Ela serviu milhares de pessoas em toda a sua existência. A primeira mesa administrativa foi constituída em 04 de abril de 1926 e o major Hermógenes de Azevedo Souza inaugurou os trabalhos. Oficialmente, em 15 de agosto de 1926, junto ao referido major, o vigário local, autoridades do município e da vizinhança abriram os atendimentos.

            Hoje, oferece 158 leitos para internação hospitalar, 442 colaboradores e 88 médicos. Tudo isso para uma área populacional de 128 mil habitantes, entre atendimentos de urgência e emergência. Das 7.336 internações, 5.267 foram realizadas pelo SUS, correspondendo a 72% do total de 2011.

            O povo de Cruzeiro e região precisa muito dela, principalmente os mais carentes, já que a grande maioria necessita dos serviços do Sistema Único de Saúde (SUS).

           Nos últimos dias, o principal assunto da cidade e região foi a possível falência dessa instituição filantrópica. Depois de tantos anos, cogita-se o fechamento de suas portas. Ao que parece, alguns atendimentos foram interrompidos. A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) não aceitaria mais pacientes e só casos de extrema emergência estão sendo atendidos. Médicos supostamente não recebem salário há, aproximadamente, três meses. A vida não vale nada para determinados políticos.

            A dívida da Santa Casa com os bancos, especificada, é a seguinte: Cheque especial: R$ 356 mil; conta garantida: R$ 520 mil; receita: R$ 1.280 milhão; despesa:  R$ 1.550 milhão; pessoal: R$ 900 mil; medicamentos e materiais: R$ 300 mil; médicos e terceiros: R$ 310 mil; financeiro: R$ 70 mil; dívidas a curto prazo: R$ 8 milhões;  dívidas a longo prazo: R$ 4 milhões.

             É claro que esses valores absurdos da dívida se arrastam há anos, mas hoje é que se nota um tremendo descaso com a saúde pública. Não se trata apenas de Cruzeiro. Como esta cidade atende algumas outras menores da região, muita gente teria começado a sofrer as consequências.

              Nada é mais precioso do que a saúde. Com ela, podemos viver bem, ter educação, compartilhar coisas boas… ser felizes. Pena que nossos políticos não dão valor a NOSSA saúde. Para eles, a saúde é só mais uma tal. Como se fosse menos importante que as falcatruas corriqueiras. É necessário muito trabalho para tirar a Santa Casa da UTI. Quem seria capaz?