Reação em cadeia

8 jul

manifestações

O brasileiro é reconhecido por sua capacidade de aceitar as coisas. Sempre foi assim. Com inflação ou sem, corrupção política, atrapalhadas econômicas, confisco da poupança, juros altíssimos, dólar em alta, criminalidade, educação pífia, saúde precária, transporte público deteriorado e tantos outros fatores que, caso fossem elencados aqui, teríamos um texto apenas sobre isso.

            Porém, tudo indica que a maneira de pensar, agora, é diferente. Milhares de brasileiros estão indo às ruas para protestar e manifestar seu descontentamento com o rumo que o Brasil segue. Começou com o aumento nas passagens de ônibus em São Paulo, os tais R$ 0,20 a mais. Depois disso, houve uma reação em cadeia pela qual uma onda de protestos se espalhou pelo Brasil e mundo.

            Para mim, ainda é nebulosa a razão pela qual existem tantos protestos. Não há um foco a não ser o descontentamento geral. Há tanta coisa a ser feita que seria impossível traçar um só ponto de crítica. Vivemos sob a tutela de um cabresto desde a colonização. Quando os portugueses chegaram aqui, já plantaram a semente da submissão do nosso povo. Subornaram os índios em troca da aceitação social para depois escravizá-los; aceitaram a escravidão até os últimos momentos, o que tornou o Brasil o último país a abortá-la.

            Para cá, vinham pessoas de baixa estirpe que contribuíram e muito para a nossa formação cultural: piratas, bandeirantes (estes desvendaram muitos lugares, mas eram assassinos; matavam os índios para alcançarem os objetivos), mercadores de escravos, os próprios escravos que, judiados e humilhados, tinham uma condição psicológica precária. Assim, formou-se o país de dimensão continental chamado Brasil.

            Hoje, 512 anos depois, parece que o povo despertou. Cansado de tanta opressão, quer se livrar do cabresto e do chicote. Já passou da hora de se libertar de políticos sanguessugas; mandatários que acreditam ser suseranos controlando a liberdade dos seus servos. Pensa-se que, já que o voto os coloca no poder, poderiam, assim, fazer o que bem entendem.

As leis que existiam no período da colonização, referentes ao pagamento de impostos, só mudam a terminologia para as dos dias de hoje. Pagamos impostos em produtos, serviços, pela renda etc, e ainda temos que arcar com benefícios básicos como saúde e educação.

            Deve ser essa a causa de tantos protestos. Como as grandes revoluções que marcaram época, acontece, agora, a maior de todas elas. Nunca se viu tanta gente buscando mudanças sociais. Quero viver para ver no que vai dar.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: