Cuidado! Eles estão soltos.

11 jul

Meus amigos e amigas, fechem as portas e tranquem bem as janelas de suas casas. Eles estão à solta, como quem não quer nada e, sem mais nem menos, nos alienam com promessas mentirosas, vagas e que nunca serão cumpridas.

Tempo de eleições. Definidos os candidatos, a corrida, ainda que a passos lentos, começou. Surge um aqui. Aparece outro acolá. Mas uma coisa é certa: eles vão atacar como bestas-feras, com unhas e dentes preparados para nos ferir.

Não sei se devo me desestimular, pois em todo ano eleitoral, ressurge aquela esperança de que algo vai mudar e ficamos na mesma, esperando, esperando, esperando. Esse tal horizonte azul, alegre e justo nunca chega! O que há com nossos políticos. Essa crise política que corrói o Brasil todo nunca terá fim?

Eleitores, para votarem certo e cumprirem o papel de cidadão, devem ter a consciência de que o bom candidato não é aquele que paga cerveja no boteco, que dá cesta básica, oferece emprego se ganhar, é amigo da família etc. Há de ser competente e ter conhecimento de gestão pública.

Estamos calejados em ver essa turma sorridente, que aparece de quatro em quatro anos, pedindo aquilo que, para ela, é a única coisa que presta em nós: o voto. Resta pensarmos na nossa importância nesse processo todo. Não somos nós que dependemos deles, mas eles é que dependem de nós.

São tão dependentes que todos os planos de carreira e vida deles estão direcionados à nossa vontade. Portanto, detemos o poder em nossas mãos. Com a fé em acertar, pelo menos dessa vez, comecemos a refletir e declamar o mantra: “Eu não me vendo; eu decido”.

Eles não podem calar nossa voz, não podem nos tocar, como gado, para onde bem entenderem. Somos eleitores, capazes, sim, de determinar o futuro da nação; a começar pela nossa cidade.

Há de se expurgar políticos que se aliam a facínoras rastejantes, cujo único querer é sugar nosso sangue. Chega de Malufs, de Sarneys, Dirceus… vamos criar um novo método de votar: o inteligente.

Você está contente com seus representantes na Câmara legislativa, por exemplo? Com seu prefeito ou prefeita? Eu não. Então, vamos mostrar a eles que os serviços prestados não foram condizentes com as propostas oferecidas há quatro anos. Como nós mandamos, vamos defenestrá-los. Ah, como seria lindo ver um tanto de gente saindo com a malinha nas mãos, indo embora. Eu teria certeza de que meu dinheiro poderia ser mais bem aplicado no pagamento do salário de funcionários públicos mais capazes.

Eu vou votar conscientemente. Você deveria fazer o mesmo.

2 Respostas to “Cuidado! Eles estão soltos.”

  1. Simone julho 13, 2012 às 2:18 pm #

    Isso ai Miguel. É fundamental a participação de pessoas do Bem na Política. Abraço, Mestre!

  2. Gleysson Felipe julho 23, 2012 às 10:44 pm #

    Isso mesmo Miguel. Eu, apesar de ter apenas 14 anos e não poder votar, já tenho uma visão crítica sobre as eleições e, claro, sou defensor de algumas teorias e formas de governo. Sobre as eleições deste ano, gostaria de expor que a nossa atual chefe do Executivo está bem preparada, novamente, porém sua imagem já está degradada. Antes, ela era a nossa “salvação”; mas hoje já temos a mentalidade e a consciência que ela não é isso tudo. Pelo contrário. Esses quatros anos que se passaram serviram, para aqueles que possuem senso crítico, que não devemos confiar em seu trabalho, e sim procurar um candidato justo, que pense no bem da população. Se é que existe! O que nos resta é apenas orar e trabalhar para um futuro melhor para nós, cidadãos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: