A grande verdade sobre Cruzeiro

11 abr

            

 Muitas lorotas estão sendo faladas por aí. As maiores são: que a saúde de Cruzeiro vai muito bem e que a responsabilidade administrativa é um exemplo a ser seguido. Depende do exemplo. Se for pelo negativo, aí sim. Infelizmente, Cruzeiro vive um dos piores momentos da história no quesito administração. A desorganização da cidade e a piora considerável do sistema de saúde são fatores que contribuem consideravelmente para o retrocesso do município.

            A Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (FIRJAN) desenvolveu um índice para análise da gestão fiscal, o Índice Firjan de Gestão Fiscal (IFGF). Essa ferramenta tenta promover a responsabilidade administrativa, através de números que podem oferecer o aperfeiçoamento do destino dos recursos públicos e também para que haja maior controle social da gestão fiscal dos municípios.

            Os indicadores dividem-se em cinco: Receita Própria, Pessoal, Investimentos, Liquidez e Custo da Dívida. Além disso, todas as estatísticas oficiais são disponibilizadas pela Secretaria do Tesouro Nacional.

            Com base no site http://www.firjan.org.br/IFGF/, os conceitos são escalados da seguinte forma:

A leitura do IFGF é simples: a pontuação varia entre 0 e 1. Quanto mais próximo de 1, melhor a gestão fiscal do município no ano em observação.

Conceito A (Gestão de Excelência): resultados superiores a 0,8 pontos.

Conceito B (Boa Gestão): resultados compreendidos entre 0,6 e 0,8 pontos.

Conceito C (Gestão em Dificuldade): resultados compreendidos entre 0,4 e 0,6 pontos.

Conceito D (Gestão Crítica): resultados inferiores a 0,4 pontos.

            Ao analisarmos a posição de Cruzeiro, tomamos um susto. A cidade fica atrás de Queluz, Piquete, Cachoeira paulista, Guaratinguetá, São José do Barreiro, Areias, Canas, Lavrinhas, Potim, Taubaté, Silveiras, Aparecida etc, etc. Não somos melhores nem que as menores cidades da região, quiçá se nos compararmos com as mais desenvolvidas. De 629 municípios do Estado de São Paulo, Cruzeiro ocupa a 602ª posição. E, no âmbito nacional, de 5266 municípios, está na 4426ª posição. Uma vergonha de proporções épicas aos cruzeirenses.

            O gráfico referente à Cruzeiro é o seguinte:

 

           Nossa liquidez é pífia, a receita própria não alcança o nível ideal, porém os gastos com pessoal e o custo da dívida são relativamente altos.

Agora, vamos aguardar os falastrões de plantão defenderem a ideia de que Cruzeiro é um exemplo para o Vale do Paraíba. Que todos os gestores deveriam copiar o modelo administrativo da cidade. Isso é uma grande piada, maior que todas as mentiras proferidas em qualquer 1º de abril. Cruzeiro vai mal sim. Da saúde e educação à infraestrutura. Estamos mergulhando num precipício. Vai chegar um momento em que nenhuma corda poderá nos tirar de lá.

10 Respostas to “A grande verdade sobre Cruzeiro”

  1. Sérgio Elache abril 11, 2012 às 10:20 pm #

    Boa noite prof.Miguel. Quando tomei conhecimento desse estudo da Firjan não fiquei surpreso pois é somente uma constatação de uma tragédia anunciada desde a eleição do grupo que ‘administra’ momentâneamente o município. Para não me alongar foco a situação caótica, infelizmente, da Santa Casa, e faço uma pergunta: ‘Como pode um ‘gestor’ municipal, no caso a chefe do executivo, não estar ciente que, após três anos e três meses de mandato, o ÚNICO hospital do município tinha 12 milhões de dívidas e estava á beira de fechar?’. ‘E a Câmara Municipal, onde estás que não respondes?’. Até mais ‘Coringa’, fique com Deus.

    • Coringa abril 12, 2012 às 5:06 pm #

      Pois bem, meu amigo Sérgio, a saúde é o bem mais precioso do ser humano, porém um dos mais desprezados pelos governantes. O povo leigo pode acreditar que o atual governo de Cruzeiro é responsável pela terceira ponte e o “Minha Casa, Minha Vida”, o que é uma inverdade. Porém, quando precisarem do atendimento básico ou emergencial da Santa Casa começará a conhecer a negligência administrativa da cidade.
      Obrigado pelo comentário!

  2. Gleysson Felipe abril 12, 2012 às 5:58 pm #

    Boa noite Miguel. Desde quando Ana Karin se candidatou e posteriormente se elegeu, o assunto era o mesmo em toda a cidade. Pessoas diziam que esta gestão seria melhor que a anterior, traria muitos benefícios para a população, novas indústrias, melhorias na educação, segurança e transporte. O que vemos hoje é bem diferente da proposta política que nossa atual prefeita se propôs a realizar de braços firmes. Cruzeiro está hoje em uma posição vergonhosa, tanto no ranking regional quanto no nacional. A situação está crítica para nós, principalmente para os que mais necessitam. Porém, o Brasil como um todo, no dia a dia de cada um também não está muito diferente. É claro que nossa “querida” Dilma consegue, com a ajuda de Lula, encobrir o que há de pior em sua gestão para não manchar a imagem do país no cenário internacional. Mas que nós precisamos de pessoas honestas e fortes no comando, não há a menor dúvida que sim.

  3. Eric Simão abril 12, 2012 às 6:47 pm #

    Cruzeiro chegou a um estado tão crítico que é quase utópico dizer que o nosso hospital está pronto para atender qualquer tipo de emergência, ressaltando o que você falou em outra postagem ”O hospital cruzeiro deve 8 milhões de reais e só atende em casos de emergências” isso é realmente deprimente, para alguém ser REALMENTE atendido só
    em outras cidades como Guarátingueta e Aparecida.
    E então vem as melhorias da cidade as quais são nenhuma nos ultimos anos. O
    engraçado é que tudo isso aconteceu após a Ana Karin ter sido eleita. Não creio que seja apenas uma coincidência a final até mesmo no jornal saiu uma matéria sobre formação de quadrilha.
    Sem preconceito algum, longe disso porém eu me pergunto como chegamos a um estado tão deplorável de estarmos em situações piores que Silveiras e Piquete.
    Realmente, só nos resta uma dúvida:
    Ana Karin, inocente ou culpada?

  4. Marcelo Moniz abril 12, 2012 às 10:32 pm #

    Boa noite Me. Miguel Júnior. Concordo Plenamente com o meu amigo Gleysson Felipe. Quando precisamos de um Hospital descente temos que nos deslocar até o hospital de Guaratinguetá. Invés de nossa Prefeita Ana Karin investir em melhorias para na educação, saúde, etc…Ela investe no Carnaval.

  5. Gabriel Taraban abril 12, 2012 às 11:48 pm #

    É realmente inadmissível que “nossa” administração não saiba desses dados, como podemos ter festas o tempo todo e não nos preocuparmos com a saúde e com a educação, que são essencialmente, a base de tudo. Porém, enquanto os cidadãos sofrem por causa da negligência em relação a saúde, o transporte, a segurança, dentre outros descasos… nossa governo está tranquilo, só gastando dinheiro em “obras” que, particularmente, nunca vi. Ano passado tive uma experiência, na qual envolvia uma entrevista com a prefeita Ana Karin. O que mais vi era ela falando que Cruzeiro estava num estágio elevado e tinha a ideia de construir até um shopping… Meu Deus um shopping? Não temos dinheiro para pagar nossas próprias dívidas e ela quer construir um shopping!? Acho que ela confundiu responsabilidade com ganância. Acredito que tentaria mais uma vez “alegrar” nosso povo para conseguir então sua reeleição e por fim fazer o que mais gosta, gastar.

  6. Luiz Felipe abril 18, 2012 às 2:10 pm #

    É Miguel Junior, todo os comentários acima estão corretos,o hospital de Cruzeiro tem sua estrutura muito boa, mas seu atendimento é ruim, há casos de pessoas que ficaram mais de duas horas esperando atendimento,sorte que eram pessoas jovens imagina se fosse idosos? Eles iam ficar esperando por atendimento, duas horas ou mais.
    Alem disso se seu caso for muito grave como nosso amigo Marcelo Moniz ralatou voçê tem que se dirigir para o hospital mais próximo que seria de Guaratinguetá,isso é um absurdo para uma cidade que tem um carnaval tão bom, mas com pouco policiamento.Gostaria de fazer uma pergunta: Para onde vai o dinheiro de Cruzeiro?
    para a educação? para a saúde? para a segurança?ou para as festas de carnaval?

  7. PEDRO EMILIO MAY abril 25, 2012 às 6:41 pm #

    OLÁ MIGUEL JÚNIOR. De início tenho que lhe dizer da satisfação com a vossa forma de postar informações em busca de soluções de maneira ética, publicando as críticas que pesam sobre a resposabilidade administrativa do executivo e do legislativo municipal. Em meu pensar não vislumbro qualquer solução imediata para os problemas acima e por todos informados. Quem quer que seja eleito, defrontar-se-á com um situação caótica, pois se nada se fez nestes três anos e quatro meses, nada se fará nos meses vindouros, pois demonstrada está a incapacidade administrativa de nossos poderes. Muitas inverdades somente poderão ser apuradas por uma nova administração, que somente acontecerá se houver da parte de nossos eleitores, a necessária consciência para que essa mudança ocorra, pois se assim não for, tudo ficará nublado, sem explicações por mais quatro anos, pois a situação está, mesmo de possíveis crimes eleitorais, manter-se no poder, CUSTE O QUE CUSTAR. Àqueles que pretendem ocupar quaquer cargo, seja de prefeito, vereador ou secretário, também não têm neste momento formas de se fiscalizar e apurar responsabilidades. Todavia isso não impede que se planeje, mesmo às escuras, uma forma e plano de governo com pessoas conscientes, honestas e capazes. Também está bem clara a situação de Cruzeiro, ante as informações postadas, como também se constata desmandos, como COMPRA DE PARTIDOS, tendo como objetivo o tempo em televisão, quando permitida for a propaganda eleitoral. É certo que já conquistaram a sua volta, mas somente estará em funcionamento quando o interesse pessoal e particular (não público) – lhe for mais proveitoso. Vejo nesta conduta não um permissivo político, mas uma afronta à Democracia, pois se pretende, pela força, conquistar novamente o poder esbulhando-o totalmente. As pessoas de bem não devem esperar mais tempo em busca de soluções, motivo pelo qual estou sugerindo a você, INDEPENDENTEMENTE do partido que estejam, mas de preferência da oposição e também com pessoas não ligadas ao quadro político atual, para se criar UMA FORÇA TAREFA em busca de soluções. Esse grupo poderia ser por você liderado, do qual eu participaria por efetiva necessidade de nos prepararmos para enfrentarmos um futuro negro. Não posso afirmar que esta seria uma solução, pois deve ser discutida sua viabilidade. O que não podemos é ficarmos inertes, DEVEMOS TENTAR ALGUMA COISA. Que surjam outras ideiais e aqui postadas. Como já me alonguei, continuarei posteriormente a estudar as propostas em seu blog. Estou a sua disposição. PEDROMAY.

    • Coringa abril 27, 2012 às 1:25 pm #

      Dr Pedro May! Primeiramente, agradeço-o pela assiduidade em razão dos comentários no blog “O Coringa das Letras”. é salutar sempre expor a importância da população em refletir sobre os candidatos que surgirão na próxima eleição. é inadmissível que nós, formadores de opinião, deixemos passar as oportunidades de conscientizar as pessoas sobre a relevância do ato de votar. É necessário escolher os mais aptos, aqueles que não oferecem apenas presentes, mas que se dediquem ao bem comum, o que é muito raro em Cruzeiro.

      Vamos trabalhar para que os eleitores consigam eleger pessoas de bem desta vez. Estamos cansados de esperar que nossa cidade cresça.

      Grande abraço!

      • PEDRO EMILIO MAY abril 27, 2012 às 1:39 pm #

        OK. PEDROMAY

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: